Ok

By continuing your visit to this site, you accept the use of cookies. These ensure the smooth running of our services. Learn more.

11-05-2015

Tributo a Yêda Schmaltz

yêda.jpg

Poeta goiana de voz sensível que partiu há 12 anos no mês de maio.

 

Anima

 

Os homens não me entenderam

me quiseram freira ou prostituta

me estereotiparam

nunca me aceitaram 

no que sou de santa e puta. 

 

Só fizeram mesmo foi trair

os homens que não entenderam o amor

que abre o coração

junto com as pernas. 

 

Escrevo com o meu corpo

sobre este veneno de cobra

que os homens me impuseram. 

Pois os amei, os homens

que me sujaram

e me aborreceram

com suas gravatas, 

e suas bravatas. 

Igual a meu pai, que me batia

com o cinturão de soldado, 

e me fez civil 

pra sempre. 

 

Yêda Schmaltz (1941-2003)

 

Para ouvir o poema, clique aqui: 
podcast

08-05-2015

O Amor nos Tempos de Websex

AMOR NO TECLADO4.jpg

AMOR NO TECLADO5.jpg

Tem um lance

nesse lance 

das relações virtuais

que é engraçado 

e chato:

não há relações

e no entanto

a maior parte do tempo

é gasto

em discutir as relações

que não há

no concreto e no ato.

Onde é que fomos amarrar nossa égua?

No amor imaginário,

nesse cavalo de asas,

todo dia tem 

ABC e DR.

É muito teclado,

e muito alfabeto

para pouca F.

Tá cheio o saco.

 

TECLADO DO AMOR 7.jpg

AMOR NO TECLADO12.jpg

 

 

 

TECLADO DO AMOR15.jpg

 

 

AMOR NO TECLADO9.jpg

 

Para ouvir o poema, clique aqui:
podcast

Para ouvir uma canção, clique aqui: https://www.youtube.com/watch?v=lc3QIEAC0xw

 

 

 

30-04-2015

Pas question!

cílios.jpg

 

Elle est en train de dormir...

https://www.youtube.com/watch?v=D9YWJzhyKn4